Vancouver, a metrópole mais verde do mundo

Conheça a cidade canadense que iniciou grandes mudanças em suas políticas públicas para se tornar a cidade mais sustentável do planeta!

No post da semana passada, falamos um pouco sobre as Cidades Sustentáveis, seus objetivos e principais pilares (leia o texto completo).


Ainda que nenhuma cidade possa ser considerada totalmente sustentável, existem algumas metrópoles que têm se esforçado para tornar seu desenvolvimento cada vez mais consciente, ecológico e sustentável.


A cidade de Vancouver, no Canadá, pode ser considerada, talvez, o nosso maior exemplo.


Green City: Vancouver

A partir da década de 1990, a cidade canadense iniciou grandes mudanças em suas políticas públicas, com a intenção de se tornar, a longo prazo, em uma das cidades mais verdes do mundo.


Assim, foi criado o Greenest City Action Plan - um plano de ações para que Vancouver se tornasse uma ‘’cidade verde’’. O plano tem como pilares os seguintes aspectos: Green Building (Construção Verde), a busca por novas formas de energias renováveis e o desenvolvimento de sistemas de transportes de massa com baixo impacto ambiental.


Hoje, 30 anos após a aplicação do Greenest City Action Plan, Vancouver conseguiu alcançar diversas de suas metas.


  • É a cidade com a menor emissão de gases da América do Norte per capita - 90% da energia disposta para a população tem origem em fontes renováveis.

  • Realizou a implementação de sistemas que usufruem de tecnologias limpas e energias renováveis nos transportes públicos, como ônibus, trens, ferry-boat e trem-bala.

  • Fez a expansão da malha cicloviária metropolitana - 46 km de ciclovia na Cidade de Vancouver.

  • Aumentou os espaços verdes na cidade, com seu uso completamente destinado a ciclistas e pedestres.

  • Implementou leis de incentivo fiscal a empreendimentos que usufruem de práticas sustentáveis, a fim de promover um maior surgimento de tecnologias sustentáveis.

  • Lançou o conceito de Carbon Neutral Buildings - a construção de obras a partir de técnicas e materiais que não emitem de Gás Carbônico (CO2).

  • E o conceito de Eco RetroFit Buildings: a eco-modernização de suas construções, ou seja, alterar construções já estabelecidas com o objetivo de potencializar o caráter sustentável da construção, como por exemplo, adição de telhados verdes, criação de hortas comunitárias, implantação de painéis de energia solar, entre outros.

É importante ressaltar que os avanços que a Cidade de Vancouver conseguiu não trouxeram apenas melhorias nos índices ecológicos e de qualidade de vida. Vancouver se beneficiou de outros avanços com a adoção de Políticas Públicas Sustentáveis.


- Tornou-se um importante polo turístico, conhecida como uma cidade jovem, com uma mentalidade futurística, e assim é um destino muito procurado por turistas e empresas que querem conhecer mais sobre as tecnologias sustentáveis.


- Reeducou a população em relação às temáticas ambientais, de saúde e nutricionais, gerando assim uma melhor qualidade de vida e uma maior participação da sociedade em temas relacionados à saúde do meio ambiente.


- Criou universidades e centros de pesquisas comprometidas com a causa sustentável, sendo refletido em diversos campos da ciência. Viu surgir empreendimentos no mercado de tecnologias limpas e sustentáveis, uma das áreas mais valorizadas nos dias de hoje.


- E também novas formas de geração de renda, como diversos programas em que os cidadãos podem vender parte da energia produzida em suas residências, como, por exemplo, a partir de placas fotovoltaicas de geração de energia de solar.



967 visualizações0 comentário